segunda-feira, 16 de abril de 2012

Ê, hoje tem arrastão

"Arrastão: Técnica de roubo urbano, inau­gu­rada em praias do Rio de Janeiro. Um pequeno grupo corre vio­len­ta­mente atra­vés de uma mul­ti­dão e “varre” dinheiro, anéis, bol­sas, às vezes até as rou­pas das pessoas."

"O arrastão é uma tática de roubo coletivo urbano presenciada primeiramente na década de 1980 na cidade do Rio de Janeiro, mais especificamente na praia de Copacabana. O caso mais famoso de arrastão, aconteceu em 18 de outubro de 1992 na praia de Ipanema e teve repercussão internacional. Posteriormente, a tática foi presenciada em outros locais do Brasil. Consiste-se no roubo coletivo de dinheiro, anéis, bolsas e às vezes até mesmo de roupas dos transeuntes por um grupo de pessoas. O grupo pode ou não estar organizado, dependendo da espontaneidade do roubo." (wikipedia)

http://www.dgabc.com.br/News/5952014/grupo-faz-arrastao-em-lanchonete-em-sp.aspx

http://www.dci.com.br/mprj-denuncia-quadrilha-responsavel-por-arrastao-em-restaurante-em-niteroi-id289826.html

Pesca de arrasto

"A pesca de arrastão de fundo do mar é um tipo de pesca industrial que arrasta imensas redes no solo oceânico. As redes possuem grandes placas de metal e rodas de borracha movendo-se pelo solo oceânico, levando tudo que nela se prende.

Este tipo de pesca causa grandes perdas em ecossistemas, cujas espécies se recuperam com muita lentidão. O fundo do mar, nos tempo atuais, abriga imensas florestas submersas e hoje possui cerca de 500 mil a 5 milhões de espécies marinhas ainda não descobertas pelos pesquisadores.

A pesca de arrastão é uma grande ameaça tanto para espécies catalogadas e não catalogadas, pois as imensas redes utilizadas acabam com as últimas áreas ainda intocadas da natureza.

Há no fundo do mar as cordilheiras subaquáticas com montanhas de até 1000 metros, conhecidas como “seamounts”, a cordilheira mais longa da Terra está no fundo do mar, e é conhecida como “Mid-Oceanic Ridge”, e se estende do Oceano Ártico ao Atlântico, estas regiões são ricas em biodiversidade marinhas e ainda intocadas pelo homem.

Esta riqueza natural está sob a mira da pesca de arrasto, que visa aumentar seus lucros em áreas oceânicas inexploradas, destruindo espécies antes de serem catalogadas pela ciência, e inaugurando um deserto no fundo do mar pobre em nutrientes."
(http://oceans.greenpeace.org/pt/nossos_oceanos/pesca_arrastao)

"Arrasto

O arrasto é uma força de resistência ao movimento de um objeto num fluido (como o ar - a água também é um fluido). Uma forma de sentir o efeito do arrasto é colocar (com cuidado) sua mão para fora da janela de um carro em movimento. O arrasto que sua mão produz depende de alguns fatores, como o tamanho de sua mão, a velocidade do carro e a densidade do ar. Desacelerando o carro, você nota que o arrasto em sua mão também diminui.
Esportes têm bons exemplos do efeito do arrasto. Pilotos de moto se abaixam nas retas para ganhar velocidade (e erguem o torso nas freadas para aproveitar o arrasto). Esquiadores da modalidade downhill nas Olimpíadas de Inverno se agacham sempre que podem, para ficar "menores" e reduzir o arrasto que produzem, acelerando mais rápido montanha abaixo.

É para reduzir o arrasto que logo após a decolagem um avião de passageiros recolhe o trem de pouso, guardando-o na fuselagem (o corpo) do avião. Assim como o esquiador e o piloto de moto, o piloto do avião quer tornar a aeronave o menor possível para reduzir o arrasto. A quantidade de arrasto produzida pelo trem de pouso de um jato é tamanha que, em velocidade de cruzeiro, o trem de pouso seria arrancado do avião." (http://ciencia.hsw.uol.com.br/avioes2.htm)





2 comentários:

  1. Não to conseguindo editar. Vc tem que ir em share, no video do youtube, embaixo, ai vai em embed, e copia o código.

    ResponderExcluir